Bloqueio criativo: Ninguém está livre. Todos podem superar.

Projeto em branco, nenhuma ideia e o tempo passando. Ninguém está livre de um bloqueio criativo, principalmente quem produz conteúdo com uma certa frequência (seja textual ou artístico). As causas são as mais variadas possíveis e as formas de superá-lo, também. A partir de agora, analisaremos alguns cenários e compartilharemos algumas dicas que podem te ajudar a sair da estaca zero.

Atualmente, muitos de nós (assim como eu) estamos em home office e trabalhar em casa pode ser diferente para cada profissional. Para uns, o lar é um aliado. Para outros, é um ambiente barulhento e cheio de distrações. Tudo isso pode levar ao stress e a perda de foco, sintomas clássicos do bloqueio criativo.

Porém, o outro lado desse cenário é que muitos estão sem poder trabalhar. Quem consegue produzir em casa pode se considerar privilegiado. Ter a consciência disso nos faz valorizar nossas atividades, ao mesmo tempo que nos pressiona a produzir mais e melhor, e é ai que o perfeccionismo exagerado pode atrapalhar. Afinal, quanto mais você busca a perfeição, mais você descarta ideias, e por consequência, aumenta a sua pressão interna para encontrar um resultado satisfatório. Enquanto isso acontece, o tempo passa.

Ás vezes nos deparamos com várias ideias. Seja pensando ou pesquisando, múltiplas opções sem ligação com algum conceito lógico pré-definido podem te levar a indecisão. E vários caminhos também podem te fazer travar na frente do computador. O medo de escolher um lado pode estar relacionado ao medo de falhar com o público e consigo mesmo, pois costumamos nos pressionar bastante para sempre nos superar. Nossos sucessos podem nos motivar, como também podem nos atemorizar.

Nossa mente precisa estar bem para podermos nos concentrar e criar. Cada job demanda uma imersão e compreensão de um cenário, para a produção criativa. As vezes estamos com a cabeça em outras coisas. Problemas externos, pessoais ou que nos afetam diretamente também nos tiram horas produtivas. Além da nossa saúde, que é fundamental para tudo que fazemos. Quando estamos mal, criar se torna muito mais complicado.

E todas essas dificuldades são multiplicadas por mil se não possuímos organização. Organização requer planejamento. No nosso meio, estamos acostumados a trabalhar com prazos curtos, mas quando podemos controlar, devemos sempre evitar deixar o serviço para a última hora pois as histórias em que essa estratégia dá certo são raras. O resultado mais comum é o famoso “branco” e o desespero.

Se tudo o que falamos soa familiar, isso é sinal de que você é um ser humano normal como qualquer um. Passar por bloqueios criativos é completamente normal e não significa que você é menos criativo que o seu colega de profissão. Significa que talvez você esteja tomando decisões que podem estar te atrasando. Por isso, compartilharemos as dicas que podem ajudar a recuperar esse tempo perdido.

Antes de qualquer coisa, procure ler e reler o briefing a fim entender o tamanho da demanda e imaginar os caminhos que poderá traçar para chegar em um produto final satisfatório, dentro do prazo, que pode ser definido por você ou solicitado pelo cliente. Essa parte é muito importante, pois é quando podemos quebrar o projeto em mini tarefas. Essas tarefas nos manterão motivados (principalmente em grandes projetos) pois veremos o progresso dele a cada tarefa concluída.

Essas mini tarefas irão variar de projeto para projeto e pessoa para pessoa. De um modo geral poderíamos listar como: Leitura e compreensão do briefing; Busca por referências; Rabiscos iniciais (brainstorming); Seleção de ideias promissoras; Rascunho do projeto; Desenvolvimento; Aplicações (testes); Acabamento; Apresentação para o cliente.

Logo após uma reunião de briefing, a nossa mente está a mil por hora e é nessa hora que devemos procurar nos distanciarmos do projeto. Se estiver no local de trabalho, desça para comprar algo, saia para tomar um café, ou até mesmo olhe a paisagem pela janela. Em casa, procure sair da frente do notebook, veja algo na TV, jogue no celular, coma algo ou tome banho, alguma das suas melhores ideias podem surgir nesse momento, vale qualquer coisa para se distanciar. Afinal, sabemos o que precisa ser feito, sabemos o prazo de entrega, mas saber como iremos desenvolver pode ser a parte mais complicada e ao fazermos qualquer atividade que nos distraia momentaneamente, permitimos que a nossa mente relaxe, e quando menos esperamos, estamos pensando outra vez no projeto, mas dessa vez, estamos trilhando possíveis caminhos a serem seguidos.

É importante lembrar também que sites de referência são seus aliados, porém é necessário saber quando usá-los. Às vezes eles podem te travar, justamente por possuírem milhões de caminhos a serem seguidos. Por isso, prefira  acessá-los depois de já ter em mente mais ou menos o que deseja fazer. Nessa hora pesquise projetos que sigam a mesma linha de raciocínio com estilos e abordagens variadas. Crie um painel com algumas referências e conclua a sua pesquisa. Esses projetos irão te guiar até a finalização e contribuirão para embasamento e consistência do seu trabalho.

Outra dica é: Não tenha medo de rabiscar. Seja no papel ou no computador, rascunhe o seu projeto. Essa é a parte mais íntima. Nessa hora vale escrever e apagar, desenhar e rabiscar. Molde o escopo do seu projeto e defina uma estrutura antes de levá-lo ao programa que você utiliza. Se puder, peça a opinião de outras pessoas durante essa fase. Independente de estarem ou não dentro do projeto, ter um feedback durante a fase de rascunho é importante pois é mais fácil alterar uns rabiscos do que um projeto finalizado.

@Gabriel Marcondes

@Gabriel Marcondes

Santista de 23 anos. Criativo desde pequeno. Formado em Propaganda e Marketing. Publicitário desde 2017. Música, futebol e memes. #MakeAmericaEmoAgain

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Brahma lança novo produto dentro de jogo online

Nesta segunda-feira, 28 de Setembro a Brahma lançou seu novo produto
Long Neck Duplo Malte dentro do servidor Cidade Alta do jogo GTA V, onde reuniu
30 influenciadores para uma festa no espaço virtual que foi transmitida nas
plataforma Twitch e Facebook.
A ação foi totalmente interativa, os jogadores deveriam carregar caminhões
com cerveja para fazerem entregas e ganharem pontos, outra questão trabalhada
foi a responsabilidade, os jogadores que haviam bebido não poderiam dirigir.
Essa foi a primeira ação da Brahma dentro do universo gamer que não
costuma ter a presença de marcas de cerveja, além disso essa forma de fazer
publicidade ainda é recente, mas a expectativa é de que se torne cada vez mais
comum.

Continuar lendo

Gostou dos nossos serviços?

Entre em contato

(13) 3288-1886

Avenida: Ana Costa, 374, 112

Siga nossas redes

Êxodo © 2019. Todos os Direitos Reservados.

×